Menu

Universidade Positivo

Notícias

Ver todos 11 de maio

UP anuncia vencedora do Singularity University Brazil Global Impact Challenge 2017

A carioca Tonia Casarin, mestre em educação pela Teachers College da Columbia University, foi a vencedora do desafio Singularity University Brazil Global Impact Challenge 2017, entre os 107 inscritos. Sobre o tema "Educação para o Século XXI", o projeto consiste em capacitar professores para preparar o desenvolvimento de competências socioemocionais em seus alunos. Como premiação, Tonia recebeu a oportunidade de participar do Singularity University Global Solutions Program (GSP), curso de 3 meses avaliado em 30 mil dólares que acontece na sede da Singularity University, dentro do centro de pesquisas da NASA, no Vale do Silício, na Califórnia. A ideia foi escolhida pelo júri formado por representantes da universidade norte-americana e empreendedores brasileiros durante o evento realizado na última quinta-feira (4), no câmpus sede da Universidade Positivo (UP). Para saber sobre o projeto, leia mais.
 

​De acordo com a ideia de Tonia Casarin, a partir de uma plataforma, em que o acesso poderá ser tanto a partir do celular quanto do computador, os educadores da Educação Básica ao Ensino Superior serão capacitados para preparar o desenvolvimento de competências socioemocionais em seus alunos, ajudando-os a transformar seu potencial. Umas das ações é disponibilizar atividades que poderão ser aplicadas em sala de aula diretamente pelos professores. 

Além disso, a plataforma também terá uma comunidade de aprendizado que será essencial para os professores trocarem experiência. "O objetivo é transformar as futuras gerações para que possamos viver em uma sociedade onde exista mais autoconhecimento, respeito aos outros e tolerância em relação às diferenças. O mundo será melhor por isso", explica.  

O VP de Startups Solutions da Singularity University, Pascal Finette, ressalta ainda que atualmente existem no mundo 757 milhões de pessoas que não sabem ler nem escrever, um problema que prejudica uma parcela considerável da população mundial, e complementa: "ainda estamos educando as pessoas em um modelo baseado na Revolução Industrial e encontrar um novo formato melhor do que já foi feito antes é necessário".

www.up.edu.br

Facebook

Redes Sociais

Em destaque